S T Q Q S S D
mixsórdia

Mixsórdia >> Guia Cultural >> Belo Horizonte | MG | Brasil
mix.sór.dia (sin) >> miscelânea de aconteces >>
sair da inércia e arranhar o diverso >>
hoje à tarde? amanhã à noite? >> pulsar



Quarta Feira 02/10 – Sandrine Bonnaire

 

sanstoit

Atriz francesa é homenageada com mostra na Humberto Mauro

Em “Mulheres Diabólicas”, Sandrine Bonnaire interpreta uma empregada analfabeta enredada nos planos da personagem de Isabelle Huppert. O filme de Claude Chabrol abre, às 17h, o segundo dia da Mostra Sandrine Bonnaire, na Humberto Mauro. Também nesta quarta serão exibidos “Xeque-Mate”, de Caroline Bottaro, às 19h, e “Sem Teto nem Lei”, de Agnès Varda, às 21h. Oito filmes compõem a programação, dentre eles “O nome dela é Sabine”, no qual a atriz assume a direção para narrar a história de sua irmã, que é autista, através de imagens filmadas ao longo de 25 anos. Confira a programação completa da mostra, que vai até 13 de novembro, no site abaixo.

Cine Humberto Mauro

Onde: Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes – avenida Afonso Pena, 1.537, Centro // Quando: até 13/11; confira data e horários das sessões no site acima // Quanto: de graça // Informações: (31) 3237-7399


Quinta Feira 03/11 – Falsos Conejos

 

quinta

Argentinos do Falsos Conejos e o surf do Vostok Deluxe no Bordello

Esta quinta a banda argentina Falsos Conejos divide o palco com os mineiros do Vostok Deluxe durante a festa Quinta Lòki, a partir das 22h, no Nelson Bordello. Um dos nomes mais importantes na cena rock underground da Argentina, esse power trio soa como um rock psicodélico experimental sob um disfarce progressivo. A banda está em terras brasileiras para lançar o seu primeiro álbum, “YYY”. Completa a noite o surf Rock Futurista do Vostok Deluxe.

http://falsosconejos.com.ar // http://vostokdeluxe.com // http://nelsonbordello.com.br

Onde: Nelson Bordello – Rua Aarão Reis, 554 – Centro // Horário: 22h // Entrada: R$15 // Informações: (31) 3564-3323


Quinta Feira 03/11 – Enquanto Tecemos

 

enquantotecemos

Releitura da ‘Odisseia’ pela Suspensa é reapresentada na capital

Se na “Odisseia” Penélope tece solitária à espera de Ulisses, na adaptação livre do mito grego pela Cia. Suspensa o verbo é flexionado na primeira pessoal do plural. “Enquanto Tecemos” trata da aventura que é viver junto ou solitário hoje, costurando à dança textos, desenhos, objetos e sons. O espetáculo marca a parceria inédita entre os bailarinos Roberta Manata e Sérgio Penna e a artista plástica Julia Panadés. Lenis Rino compôs a trilha sonora. “Enquanto Tecemos” volta ao cartaz em duas apresentações, nesta quinta e sexta-feira.

Cia Suspensa // Funarte MG

Onde: Funarte – Casa do Conde – rua Januária, 68, Floresta // Quando: qui. e sex., às 21h // Quanto: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) // Informações: (31) 3213-3084 e (31) 8632-0705


Quinta Feira 03/11 – A literatura latina

 

roma

Ciclo de palestras da exposição “Roma”

A literatura Latina é o tema da palestra desta quinta-feira, dentro da programação da exposição “Roma – A vida e os imperadores”. O professor da UFMG Antônio Martinez Rezende mostrará como os romanos souberam traduzir e gravar em palavras os mais variados movimentos e sentimentos da alma humana, exploraram todos os gêneros literários conhecidos até então e souberam fixar em língua latina um “monumento mais perene que o bronze”. O ciclo de palestras segue até 6 de dezembro – confira programação completa no site abaixo.

Palestras Roma – A vida e os imperadores

Onde: Casa Fiat de Cultura – rua Jornalista Djalma Andrade, 1.250, Belvedere, Nova Lima // Quando: ter., às 19h30 // Quanto: de graça // Informações: (31) 3289-8990


Sexta Feira 04/11 – A Corte Convida

 

favela

1ª Mostra Favela é Isso Aí com o grupo A Corte no teatro Sesc Palladium

A ONG Favela é Isso Aí realiza a primeira edição da Mostra Favela é Isso Aí, com o objetivo de promover e dar visibilidade à produção cultural das vilas e favelas, integrando as diversas artes. Esta sexta o SESC Palladium, recebe com atividades gratuitas e abertas ao público, o lançamento do CD mais novo do Rap Mineiro, “A Corte Convida”. A produção leva a participação do filho de Eduardo DW, Monge Mc, Lauana Mc, Srta. Honorato, Eazy Cda, Fill Maia, Henrique Matheus, Thiago Corrêa e Favela É Isso Aí . O lançamento é parte da programação dos seis CD’s gravados nos estúdios do Favela é Isso Aí, através do projeto Diversidade Musical.

www.favelaeissoai.com.br // www.sescmg.com.br

Onde: Sesc Palladium – Rua Tupinambás, 956 – Centro // Horário: 20h // Entrada: de graça // Informações: (31) 3279-1400


Destaque 04/11 – Piolho Nababo

 

piolhocometa

Lançamento d’O Cometa Itabirano e exposições

Em sua 34ª edição, a mostra coletiva em processo Piolho Nababo recebe o lançamento da edição de novembro d’O Cometa Itabirano, que traz matéria de capa sobre a atriz Lucy Panicali, dessas mulheres que “fundiu a cabeça de Belo Horizonte” quarenta anos atrás. O jornal, criado há mais de trinta anos, é um dos representantes da imprensa nanica, alternativa e quetais. A noite no Ystilingue/Maletta, terá ainda exposições de Pedro Felipe e Ju Moreira. Mariate retorna pela quarta vez e Mingote comanda o pendj.

Piolho Nababo // O Cometa Itabirano

Onde: Ystilingue – Edifício Maletta – avenida Augusto de Lima, 233, sobreloja 35, Centro // Quando: sex., às 19h // Quanto: de graça


Sexta Feira 04/11 – Fino Coletivo

 

finocoletivo

Banda carioca se apresenta no Granfino

Desde meados de 2005, com a união de compositores que demonstraram afinidade musical logo no primeiro encontro e a junção dos sons nordestino e carioca deu origem ao sexteto Fino Coletivo. Para apresentar aos mineiros essa deliciosa mistura com o lirismo do samba ao lado de arranjos com efeitos, texturas e programações de coros nos refrãos, o Granfino abre suas portas e recebe a banda nesta sexta-feira, a partir das 22h. Nas pick-ups o DJ Yuga (Black Broder, Sexta Básica) comanda o som.

www.finocoletivo.com.br

Onde: Granfino – Av. Brasil, 326 – Santa Efigênia // Horário: 22h // Entrada: R$30 (valor a ser pago em dinheiro. Cartões serão aceitos somente no bar) // Informações: (31) 3241-1482 e 8388-0819


Sábado 05/11 – Paulo Bruscky

 

bruscky

Lançamento de livro-depoimento e exposição

Paulo Bruscky é o tema da nova edição da série Circuito Ateliê. O livro-depoimento e o vídeo do artista pernambucano serão lançados neste sábado, juntamente com a abertura de uma exposição, na galeria Livrobjeto, na Pampulha. Nos últimos cinco anos, Bruscky passou de artista marginal – atiuando desde a década de 1960 – a queridinho do circuito de arte. Em 2010, teve trabalhos na Bienal de SP e uma individual em BH, cujo título, “Uma obra sem original”, articulava alguns dos aspectos de seus trabalhos, aqueles que tangem a demolição das ideias de autoria, unicidade e originalidade a partir do emprego de métodos de reprodução, como xerox, fax e fotografia, e da adoção de canais de comunicação e de publicidade, como outdoors e arte postal – meio então possível para se conectar com artistas de diferentes lugares do mundo e também de escapar da censura praticada pela ditadura. A obra de Bruscky inclui ainda livros de artista, performances e composições urbanas (CU), para usar a expressão do grupo Corpos Informáticos, de Brasília.

C/Arte

Onde: Galeria Livrobjeto – av. Guarapari, 464, Pampulha // Quando: abertura – sáb., de 11h às 16h; exposição – seg. a sex., das 9h às 18h // Quanto: de graça – preço do livro não informado // Informações: (31) 3491-2001


Destaque 05/11 – Todo dia eu tô no bar

 

aguadecachorro

Lançamento do CD do Água de Cachorro + Mohandas (RJ) no espaço Fluxo

Como pouco mais de um ano, o Água de Cachorro foi formada por dois amigos de longa data que costumam dividir, na mesa de bar, além da cerveja, a criatividade musical com o violão em punho. O resultado foi o primeiro álbum da banda, “Todo dia eu tô no bar”, que será lançado este sábado em show no Espaço Fluxo, com a participação dos cariocas do Mohandas. São 12 faixas de puro despojamento punk, engajamento do hip hop e funk de morro, tudo sobre uma base sertaneja folk, aquela tradicionalmente tocada por um violeiro em um bar. O álbum produzido por Andre Lanari conta com as participações do irmão de Dois Sete, Estêvão; Mc Fael, funkeiro da zona leste; e Carlin, o MC poeta que rima no final da última música do disco. Para a abertura foi convidada a banda do irmão do vocalista, a Mohandas. Formada por oito membros, o grupo alia diversas correntes e vertentes musicais para criar composições que ultrapassam a esfera da música brasileira e se encontram com uma série de influências mundiais. Vale lembrar que o Água de Cachorro já tem um clipe feito pelo Sávio Leite, da música Immigrant Song, que foi relançado com o áudio do CD.

www.aguadecachorro.com // www.mohandas.com.br // http://espacofluxo.blogspot.com

Onde: Espaço Fluxo – Rua Bueno Brandão, 259 – Santa Tereza // Horário: 22h // Entrada: R$15 (CD do Água de Cachorro incluído) // Informações: (31) 9252-9737


Sábado 05/11 – Sobre Dinossauros, Galinhas e Dragões

 

sobredinossauros

Comédia premiada volta ao palco em duas apresentações

Ganhadora de dois prêmios Sinparc, a comédia “Sobre Dinossauros, Galinhas e Dragões” volta ao cartaz neste fim de semana, na Funarte/Casa do Conde (Floresta). A peça da Primeira Campainha, que estreou há um ano, é uma trilogia na qual cada parte é dedicada a uma das criaturas do título, e, juntas, formam um almanaque de referências às culturas pop, nerd, trash, cinematográfica e musical. O texto, inédito, é uma colagem de fragmentos de autores renomados e piadas da Internet, ganhou o 8º Prêmio Usiminas/SINPARC, em junho – outro troféu, de melhor atriz coadjuvante, foi para Mariana Blanco.

Primeira Campainha // Funarte

Onde: Funarte – Casa do Conde – rua Januária, 68, Floresta // Quando: sáb., às 21h, e dom., às 19h // Quanto: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) // Informações: (31) 3213-3084 e (31) 8632-0705


Destaque 05/11 – Oxigênio

 

artenocentro

Cia. Brasileira de Teatro, de Curitiba, apresenta peça inédita em BH

De volta a Belo Horizonte, a Cia. Brasileira de Teatro, de Curitiba, apresenta pela primeira vez na capital “Oxigênio”, montagem da obra do dramaturgo russo Ivan Viripaev. A peça, que estreou em dezembro de 2010, parte da condenação de um homem e sua amante, pelo assassinato da esposa dele, para discutir dramas da geração contemporânea ao autor, que tem 37 anos. O espetáculo será apresentado em duas sessões diárias neste sábado e domingo, no Teatro Espanca, grupo com quem a Cia. Brasileira realizou um expeirmento de intercâmbio no primeiro semestre deste ano.

Cia. Brasileira de Teatro // Espanca

Onde: Teatro Espanca – rua Aarão Reis, 542, Centro // Quando: sáb. e dom., às 20h 22h // Quanto: R$ 5 (inteira); R$ 2,50 (meia) // Informações: (31) 9191-0213


Domingo 06/11 – Eu preciso de um liquidificador

 

graveola

Graveola e o Lixo Polifônico lança álbum na ocupação Dandara

Desde 2009 a comunidade Dandara é uma ocupação que reivindica a garantia do direito à cidade do povo pobre de periferia. Com o objetivo de contribuir com a resistência da comunidade Dandara diante do despejo e permitir a sensibilização das pessoas, a banda Graveola e o Lixo Polifônico escolheu fazer por lá o show de lançamento do segundo disco da banda, “Eu preciso de um liquidificador”. Durante o lançamento acontecem participações de Mc Dedê, Julgamento e Pequena Morte. A discotecagem fica por conta dos DJs Luiz Valente e Alexandre de Sena. Vale lembrar que o álbum pode ser baixado gratuitamente no site da banda abaixo.

http://graveola.tumblr.com

Onde: Comunidade Dandara – Intersecção das ruas Petrópolis e Stanislau Pedro Boardman – Céu Azul A (http://tinyurl.com/6xr9cct) // Horário: 15h // Entrada: de graça // Informações: (31) 9624-8813


Terça Feira 08/11 – Misturada Orquestra

 

orquestra

Orquestra lança CD no Museu Inimá de Paula

A “Misturada Orquestra” é formada por instrumentistas, compositores e arranjadores de uma nova geração de músicos mineiros, coordenados pelo músico e professor Mauro Rodrigues. Lançam esta terça, às 20h, no Museu Inimá de Paula o seu primeiro álbum, “Misturada Orquestra”. São muitos músicos, uma diversidade de estilos, instrumentos e referências musicais, uma Misturada Orquestra que apresenta um refinado som instrumental, incluindo instrumentos da formação tradicional de uma orquestra como flautas, trombone, trompete, saxofones até outros menos comuns com violões, guitarras, bateria e uma gama variada de percussão.

www.myspace.com/misturadaorquestra // www.conexaovivo.com.br

Onde: Museu Inimá de Paula – Rua da Bahia, 1201 – Centro // Horário: 20h // Entrada: R$10 9inteira) e R$5 (meia) // Informações: (31) 3213-4320


Mxs Bônus Conversações

 

conversasoes

Abertas inscrições para oficina de cinema expandido

Estão abertas as inscrições para a oficina de cinema expandido, promovida pelo Projeto Conversações. O objetivo do curso é discutir estratégias para a produção de conteúdos audiovisuais realizados a partir de câmeras não profissionais, como as fotográficas ou as de celular. O participante irá produzir, de forma colaborativa, filmes e vídeos usando mídias móveis. As aulas serão realizadas de 7 a 10 de novembro, entre 9h30 e 11h30, no Centro de Cultura Belo Horizonte (centro). Para fazer a inscrição, envie um e-mail para conversacoes.producao@gmail.com e equipeconversacoes@gmail.com, informando: nome, telefone, e-mail, ocupação e explicando “o que estimulou seu interesse no curso”.

Projeto Conversações


Mxs Bônus Haveno

 

constantina

Novo trabalho da banda instrumental Constantina

www.constantina.art.br

Lançado no final de 2011 pelo selo independente La Petite Chambre, o quarto disco de estúdio do septeto Constantina, Haveno, é uma mistura de paisagens náuticas, sonoridades e texturas. A banda, que tem público cativo na região sudeste, é conhecida pela sua música instrumental minimalista e elegante, que sempre apresenta interferências eletrônicas bem trabalhadas e um som sem amarras em gêneros específicos. Com nome retirado da língua franca universal Esperanto, Haveno significa porto e traz à tona o universo náutico e suas intempéries, que vão da calmaria às tempestades. Remete ainda ao momento pelo qual o grupo passou, enfrentando algumas mudanças e reconfigurações para enfim aportar em local seguro. Lançado oficialmente em shows aqui em Beagá e Maceió, o disco é composto de sete faixas, tendo em média seis minutos de duração cada. Seguindo a linha atual do mercado fonográfico, o Constantina disponibilizou o disco virtual e gratuitamente para audição do público através do seu site. Na sua versão física, o disco apresenta ainda pequenas texturas que compõem as mudanças de faixas.