S T Q Q S S D
mixsórdia

Mixsórdia >> Guia Cultural >> Belo Horizonte | MG | Brasil
mix.sór.dia (sin) >> miscelânea de aconteces >>
sair da inércia e arranhar o diverso >>
hoje à tarde? amanhã à noite? >> pulsar



Destaque 25/01 – L’Apollonide

 

lapollonide

Novo filme de Bertrand Bonello está em cartaz em BH

Anda raro um filme como “L’Apollonide – Souvenirs de La Maison Close” entrar em cartaz em Beagá. Pois a mais recente obra de Bertrand Bonello está em exibição desde sexta-feira no Belas Artes, último cinema de rua da capital mineira, fazendo par com a sala Humberto Mauro desde que o Cineclube Savassi fechou, no princípio deste mês. Na Paris do final do século 19, abrem-se as portas da “maison close” do subtítulo original – casa fechada, em tradução literal, ou de tolerância, em versão mais precisa. Mas não é para a liberdade. E sim para este campo de concentração, este estado de exceção (Agamben) que vivemos. Não é difícil ver a própria sala de cinema refletida na teatralidade e, então, despertar do voyeurismo diante de imagens de madalenas de sorriso forçado, cínicas de ópio e resignadas de sífilis, capazes de fazerem “as pessoas sentirem tudo de uma maneira mais CARNAL”, como disse o diretor. O filme termina no século 21, após as mulheres já terem sido integradas na roda-vida do trabalho morto, tendo como resultado apenas a consciência feminista esquizóide, nada livres, nada independentes, portanto, apenas ajustadas ao mesmo deus-trabalho dos homens.

L’Apollonide – Trailer // L’Apollonide – Belas Artes

Onde: Cine Belas Arte – rua Gonçalves Dias, 1.581, Lourdes // Quando: qua., às 14h20, 16h40, 19h e 21h20 // Quanto: qua., R$10 (inteira); R$5 (meia) // Informações: (31) 3252-7232


Quarta Feira 25/01 – Circuito Verão 2012

 

circuito

Shows gratuitos até este domingo

Com encerramento no dia 3 de fevereiro, desde a última sexta o Circuito Verão 2012 promove eventos em várias casas noturnas de Beagá. Dentro da programação gratuita que encerra este domingo, vale destacar os shows das bandas The Hell’s Kitchen Project e Câmera no Vinnil Bar esta quarta; Zimun e Julgamento no Studio Bar na sexta; e, no domingo, a Orquestra do Brega na Utópica. Também no sábado, mas com valores entre 25 e 40 reais, acontece a Alta Fidelidade com DJs convidados no Music Hall.

www.circuitodeverao.com // www.facebook.com/events/253951758009277

Consulte o link do evento acima para mais informações sobre endereços e horários.


Quarta Feira 25/01 – Conhecendo a Exposição

 

Bate-papo sobre sítio arqueológico de Montalvânia

A arqueóloga Martha Maria de Castro e Silva, do Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG, participa nesta quarta-feira de um bate-papo com o público sobre o sítio arqueológico de Montalvânia, município no extremo norte mineiro que sontem um acervo de arte rupestre. A atividade faz parte de um ciclo de conversas relativo à exposição “Demasiado Humano”, que aborda diferentes temas ligados ao conhecimento, desde a origem do univero até a globalização e os diálogos culturais. A programação vai até 25 de fevereiro. No mesmo espaço também está aberta a visitação a exposição interativa “Madame Curie em Minas Gerais”.

Exposição Demasiado Humano – Espaço do Conhecimento

Onde: Espaço do Conhecimento – Praça da Liberdade, s/n // Quando: qua., das 17h às 18h // Quanto: de graça


Destaque 26/01 – Meretrio

 

meretrio

Instrumentistas paulistas fazem temporada belo-horizontina

O Meretrio volta a Belo Horizonte para três noites apresentações no Nelson Bordello. Desta vez, apenas o power trio formado por Emiliano Sampaio, guitarrista e compositor, Gustavo Boni, baixista, e Luís André “Gigante”, baterista, acmpanhados da cantora, compositora e violonista Rebecca Sharp, executam a mistura instrumental de ritmos brasileiros, pop e músicas do mundo na casa da Aarão Reis, que lotou em setembro último, na primeira passagem do noneto pela capital. A novidade fica por conta do novo álbum do conjunto, “Goldenground”, nome também da formação que inclui Rebecca. A temporada em BH inclui ainda uma noite no Café com Letras (rua Antônio de Albuquerque, 781, Savassi, 3225-9973), no domingo, às 19h30.

Projeto Meretrio // Nelson Bordello // Café com Letras

Onde: Nelson Bordello – rua Aarão Reis, 554, Centro // Quando: qui., às 20h; sex. e sáb., às 21h // Quanto: R$12, com nome na lista, enviado para o email amigosdonelsonbordello@gmail.com; R$ 15, sem nome na lista// Informações: (31) 3564-3323


Quinta Feira 26/01 – ü + Electrophone + Madame Rrose Sélavy

 

matriz

Experimentalismo em graves e agudos nos porões da Matriz

Esta quinta às 21h, em pleno verão escaldante belorizontino, as três bandas mineiras sobem ao palco da Matriz para desconstruir nossos ouvidos com ruídos harmoniosos e hipnóticos. O ü flerta desde 2006 com a experimentação pós-punk e as narrativas urbanas. O Electrophone, banda que busca sempre adicionar novos elementos à sua sonoridade, é caracterizado pelo experimental stoner funk. Por fim, o Madame Rrose Sélavy, bebendo da ironia típica do autor da obra que dá o nome à banda, mistura punk, música eletrônica e experimental no melhor sentido “Faça Você Mesmo!”. A entrada custa 12 reais.

www.myspace.com/umusika // www.electrophone.tk // http://www.myspace.com/madamerroseselavy/music // www.matrizbh.com.br

Onde: Matriz (Terminal JK) – Rua Guajajaras, 1353 – Barro Preto // Quando: 21h // Quanto: R$12 // Informações: (31) 3212-6122


Quinta Feira 26/01 – Um Inimigo do Povo

 

inimigodopovo

Peça volta ao cartaz em única apresentação

Baseada na peça homônima de Ibsen, “Um Inimigo do Povo” volta ao cartaz em única apresentação nesta quinta-feira, na 38ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. A montagem, dirigida por Walmir José, resgata texto de 1977, atualizado com a narrativa de uma situação real ocorrida no município de Lucas do Rio Verde, um dos maiores produtores de soja do país. O resultado, que veio a público pela primeira vez em novembro de 2011, é uma crítica à estrutura democrática, questionando o direito e a ética da maioria.

Palácio das Artes // 38ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança

Onde: Grande Teatro do Palácio das Artes – av. Afonso Pena, 737, Centro // Quando: às 20h30 // Quanto: R$ 10 (Postos Sinparc); R$ 30 (inteira); R$ 15 (meia), na bilheteria do Palácio das Artes // Informações: (31) 3236-7400


Sexta Feira 27/01 – Deskarregae

 

pequenamorte

Pequena Morte toca e lança clipe durante festa, que volta em novo ciclo

Desde 2002 a Deskarregae divulga a cultura reggae em Beagá e esse ano, depois de um DJ set na Savassi, começa suas atividades mensais em um novo endereço: a Utópica Marcenaria. Para começo de conversa recebe o músico Cubanito em participação especial com a banda mineira de ska, Pequena Morte, que lança seu primeiro clipe, “Tô nem Aí” – leia mais informações no bônus ao final da página. A festa promete surpresas durante a noite e os ingressos custam 20 reais. Tem lista amiga no site da festa aí embaixo!

www.deskareggae.com // www.pequenamorte.com.br // www.utopica.com.br

Onde: Bar Utópica Marcenaria – Av. Raja Gabaglia, 4700 – Santa Lúcia // Quando: 21h // Quanto: R$20 // Informações: (31) 3296-2868


Destaque 27/01 – Zucco?

 

zucco

Peça do Oficinão 2011 tem direção de Amaury Borges

A peça “Zucco? Documenta: Rastros do Sujeito em Condições de Objeto”, em cartaz até 12 de fevereiro, é resultado do encontro dos residentes do Oficinão Galpão Cine Horto e do diretor Amaury Borges, da Maldita Cia. de Teatro. Criado em coautoria entre todo o grupo, o espetáculo é livremente inspirado no texto do francês Bernard-Marie Koltès sobre a história do jovem italiano Roberto Succo, que, no final dos anos 1980, ganhou as manchetes por cometer uma série de assassinatos. Com estrutura de instalação, explorando diferentes espaços do Cine Horto para tirar a plateia da condição de objeto, “Zucco?” perscruta a tragédia contemporânea no teatro e a humanidade numa época de controle profundo e visibilidade constante.

Zucco? – vídeo-convite // Galpão Cine Horto // 6º Verão Arte Contemporânea

Onde: Galpão Cine Horto – rua Pitangui, 3.613, Horto // Quando: qui. a dom., às 20h. Até 12/02 // Quanto: arquibancada: R$14 (inteira) e R$7 (meia e passaporte); área vip: R$30 (inteira) e R$15 (meia e passaporte) // Informações: (31) 3481-5580


Sexta Feira 27/01 – Piolho Nababo

 

poiolhonababo

Protesto rupestre do tempo das cavernas capitalistas sacralizadas no Ystilingue

Sexta-feira é dia de Piolho Nababo. Nesta semana, a mostra coletiva em processo apresenta “Em Branco”, com trabalhos de Iron, Gud e Testa. Três artistas que merecem destaque na cultura urbana belo-horizontina, eles levarão o melhor do protesto rupestre dos tempos das cavernas capitalistas sacralizadas para as paredes brancas do Nababo. “Insatisfação ou espresso , vandalismo ou paisagem urbana..” Animando a noite, DJ Chacal. O Piolho Nababo é responsável por trazer novos ares ao Ystilingue, espaço autônonomo aberto há quase uma década na varanda do Edifício Maletta e merecidamente reconhecido pelos leitores deste e-zine, que o colocaram em terceiro luhar n acategoria “Espaço” no Prêmio Mixsórdia 2011.

Piolho Nababo

Onde: Ystilingue – Edifício Maletta – avenida Augusto de Lima, 1.148, sobreloja 35, Centro // Quando: sex., às 19h // Quanto: de graça


Sábado 28/01 – Imprensa Gay no Brasil

 

imprensagay

Livro recupera história de publicações como ‘Lampião da Esquina’

Na obra “Imprensa Gay no Brasil” (PubliFolha), a jornalista e pesquisadora Flávia Péret resgata meio século de história desse segmento do jornalismo. Numa mistura de ensaio e reportagem, a autora repassa a trajetória de publicações como o jornal “Lampião da Esquina”, editado por, dentre outros, João Silvério Trevisan, a revista Junior e o pioneiro site MixBrasil, primeiro portal gay da América Latina. O livro relembra também publicações de cunho militante, algumas feitas pelos próprios grupos de defesa dos direitos LGBT, mostrando a trajetória de mobilização pela livre expressão sexual.

Lançamento do livro “Imprensa Gay no Brasil”

Onde: Livraria Ouvidor – rua Fernandes Tourinho, 253, Funcionários // Quando: sáb., das 10h30 às 14h // Quanto: preço do livro não informado // Informações: (31) 3221-7473


Sábado 28/01 – Pinturas de Angola

 

Últimos dias da exposição de Isidro Sanene

Na exposição “Pinturas de Angola”, o jovem artista Isidro Sanene, de 23 anos, nascido em Benguela, apresenta pinturas inéditas do “Isidronismo”, conceituado pelo também artista africano Ducho Júnior (artista plástico africano) e que já reúne dez criadores. O movimento é uma filosofia naturalista, metafísica teológica sobre o princípio da criatividade, tendo como matéria, o azul. É a primeira vez que Isidro vem ao Brasil, após exposições em Portugal, França, Estados Unidos e Zâmbia. As obars podem ser vistas apenas até esta segunda, 30 de janeiro.

Onde: Centro Cultural Padre Eustáquio– rua Jacutinga, 821, Padre Eustáquio // Quando: ter. a sex., das 8h às 17h; sáb., das 9h às 12h. Até 30/01 // Quanto: de graça // Informações: (31) 3277-8394


Destaque 28/01 – Marimbondo

 

marimbondo

Nova revista belo-horizontina estreia com edição sobre a rua

Neste sábado, a onda da Praia da Estação quebra no calçadão da rua Aarão Reis, mais precisamente no Teatro Espanca, que receberá o lançamento da revista Marimbondo. A nova publicação jornalística de arte e cultura editada em Belo Horizonte é uma criação das jornalistas Carol Macedo e Júlia Moysés. O primeiro número aborda o tema “rua”, em matérias que analisam e relacionam ações como a Praia, o Carnaval, o Duelo de MC’s, a vida artístico-cultural na Pedreira Prado Lopes e intervenções de grupos como Poro, Obscena, Paisagens Poéticas e o projetos Muros: Territórios Compartilhados. O evento terá comidas que só se encontra na rua, discotecagem e distribuição gratuita de exemplares.

Revista Marimbondo (Facebook) // Revista Marimbondo (Site) // Teatro Espanca

Onde: Teatro Espanca – rua Aarão Reis, 542, Centro // Quando: sáb., das 16h às 20h // Quanto: entrada e exemplares gratuitos // Informações: (31) 2514-0856


Domingo 29/01 – Lá do Leste

 

ladoleste

Documentário sobre a Cidade Tiradentes é exibido no Taquaril

A Cidade Tiradentes é daqueles lugares onde a cidade termina – ou começa. De lá, chegam rimas, gestos e cores que marcam o espaço. É o que mostra o documentário “Lá do Leste”, com direção de Carolina Caffé e Rose Satiko Gitirana Hikiji, que, por aqui, terá exibição ao ar livre neste domingo, no bairro Taquaril. O filme mostra a experiência periférica urbana que é a base e o motivo da produção dos artistas de Cidade Tiradentes, crescidos junto com o distrito paulista, considerado o maior complexo de conjuntos habitacionais populares da América Latina, marcado pela exclusão, em reação à qual a população orquestra suas dinâmicas próprias de sociabilidade, moradia, e apropriação do território.

Lá do Lestre – Trailer

Onde: rua Teixeira dos Anjos, em frente ao ponto final da linha 9412 – Taquaril R // Quando: dom., às 19h // Quanto: de graça


Domingo 29/01 – Brassaï, Paris La Nuit

 

BRASSAI

Exposição do consagrado fotógrafo húngaro com alma francesa

Até o dia 1º de abril é possível visitar gratuitamente no Oi Futuro as 98 fotos em branco e preto que o fotógrafo Halász (1889-1984), mais conhecido pelo seu pseudônimo, Brassaï, captou durante os anos 1930 na França. Em fotos que formam uma crônica da vida noturna, ele retrata uma Paris diferente da vista pelos turistas, em ambientes externos como o da Torre Eifell e também fechados, como cafés e cabarés.

www.oifuturo.org.br

Onde: Oi Futuro – Av. Afonso Pena, 4001 – Mangabeiras // Quando: terça a sábado, de 11 às 21h e domingo, de 11 às 19h // Quanto: de graça // Informações: (31) 3229-3131


Domingo 29/01 – Shopping

 

shopping

Exposição de Estevão Machado é remontada em Beagá

Depois de uma rápida passagem pela cidade em julho do ano passado, a Exposição Shopping, do renomado artista plástico mineiro Estevão Machado retorna à capital, desta vez no Palácio das Artes. Até 12 de fevereiro o público pode visitar gratuitamente as instalações móveis do projeto que representa uma reflexão sobre a cultura do consumo e a responsabilidade com os recursos finitos do planeta.

www.fcs.mg.gov.br

Onde: Palácio das Artes (Espaço Mari’Stella Tristão) – Av. Afonso Pena, 1537 – Centro // Quando: terça a sábado das 9h30 às 21h e domingo das 16 às 21h // Quanto: de graça // Informações: (31) 3236-7400


Segunda Feira 30/01 – Festival do Júri Popular

 

juripopular

4ª Edição do festival competitivo no qual o público pode votar

Nos dias 30 e 31 de janeiro, o Cine Humberto Mauro exibe às 17, 19 e 21 horas, sessões do Festival do Júri Popular, com o melhor do panorama de curtas metragens brasileiros do último ano. Com entrada gratuita, o público pode votar em todas as categorias e escolher os melhores simultaneamente em 20 cidades do país. O resultado integra opiniões das mais diversas plateias e o objetivo é valorizar e difundir nacionalmente as produções. Confira no endereço abaixo as sinopses dos filmes.

http://www.fcs.mg.gov.br/imagensDin/Arquivos/5680.pdf

Onde: Palácio das Artes (Cine Humberto Mauro) – Av. Afonso Pena, 1537 – Centro // Quando: terça a sábado das 9h30 às 21h e domingo das 16 às 21h // Quanto: de graça // Informações: (31) 3236-7400


Mxs Bônus Tô Nem Aí

 

tonemai

Primeiro clipe da Pequena Morte

http://www.youtube.com/watch?v=XJi4vg-eiNU

Uma viagem, uma ótima música, um delírio, um baixo orçamento, um personagem carismático, profissionalismo, uma boa ideia e muita diversão. Essa é a receita de sucesso do Pequena Morte para o primeiro vídeo deste grupo mineiro de ska: o clipe da música “Tô Nem Aí”, que faz parte do álbum de estreia da banda, “Defenestra!” – que pode ser ouvido e baixado gratuitamente aqui www.pequenamorte.com.br. Filmado em 24 horas e absolutamente na tora, o vídeo teve custo total de apenas 500 reais. Produzido pela ManGa Filmes e dirigido por Fiel e Sal Dias, conta a delirante história de quem se depara com os membros da banda do banheiro de casa à sala da avó, percorrendo vários pontos da cidade. Muito bem filmado e executado e vale a pena assistir mais de uma vez para tentar reconhecer os lugares.


Mxs Bônus Novos e tradicionais ofícios de Beagá

 

oficios

Edital aberto para documentários

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/noticia.do?evento=portlet&pAc=not&idConteudo=53983&pIdPlc=&app=salanoticias

Produtoras independentes e cineastas estreantes e não estreantes podem inscrever seus projetos no Edital “Ofícios em Belo Horizonte”, que acaba de ser lançado pela Fundação Municipal de Cultura e irá viabilizar a produção de seis documentários em curta-metragem digital, tendo como tema os novos e tradicionais ofícios que se relacionam com o espaço urbano de Beagá. Os projetos selecionados, dependendo da categoria, podem receber até 65 mil reais para a produção do documentário. As inscrições para este edital estão abertas até o dia 24 de fevereiro e são gratuitas.


Mxs Bônus O Olhapim

 

olhapim

Revista digital busca alargar o diálogo com a rua

Quando a luz do dia se esvai, “O Olhapim” sai ao encontro da noite e de alguém que venha lhe contar uma história. Na edição de lançamento de mais esta revista belo-horizontina, a porta há muito trancada se abre para a rua. É com ela e também com tudo aquilo que sobre ela caminha que os editores Pedro Cunha, autor das fotos, e Diego Suriadakis, dos textos e das ilustrações, buscam alargar o diálogo nesta publicação digital, que promete ser trimestral.

O Olhapim


Destaque Prêmio Mixsórdia 2011

 

premio

Para inspirar ainda mais um ano que já começou movimentado em Beagá, o e-zine divulga o resultado do Prêmio Mixsórdia nesta primeira edição de 2012. Durante um mês, os leitores elegeram seus favoritos pela internet, chegando a mais de 8.000 votos.

Na categoria “Na Tora”, que nesta edição ultrapassou os limites da rua para contemplar iniciativas em diferentes áreas igualmente movidas pelo espírito faça-você-mesmo, o primeiro colocado foi o time de esportes amador Baixo Bahia, seguido do DVD “Retrigger – 10 Anos Tocando Pros Amigos”, que comemorou uma década do projeto solo de música eletrônica de Raul Costa (e cia), e da versão belo-horizontina do rolé coletivo de bicicleta Massa Crítica, que ganhou força em solidariedade a um atropelamento contra dez ciclistas em fevereiro passado na capital gaúcha.

Parabéns a vencedores, indicados e obrigado a todos que votaram e divulgaram o Prêmio e o e-zine, que começa este terceiro ano chegando às caixas de e-mails de mais belo-horizontinos dispostos a sair da inércia e arranhar o diverso.

Confira os três primeiros colocados nas 13 categorias do Prêmio Mixsórdia 2011.