S T Q Q S S D
mixsórdia

Mixsórdia >> Guia Cultural >> Belo Horizonte | MG | Brasil
mix.sór.dia (sin) >> miscelânea de aconteces >>
sair da inércia e arranhar o diverso >>
hoje à tarde? amanhã à noite? >> pulsar


Quarta Feira 26/01 Radiola Picumãh

picumah_01picumah_02

DJ Alexandre de Sena recebe Daniel Silva, do programa Coletânea

Com o significado de teia de aranha, cabelo de nêgo, chumaço, picumã representa o DJ Alexandre de Sena, que nesta edição recebe o convidado Daniel Silva (do programa Coletânea, da Rede Minas) para uma noite de latin grooves, afrotemperos, oldbeatsfunk, skazinho, guitarradas, projeções e muito mais no Bordello. A Radiola Picumãh foi criada em 2009, por Alexandre, para convidar seus amigos a uma experiência sinestésica e desde então já passou por vários endereços em BH.

Radiola Picumãh // Nelson Bordello

Local: Nelson Bordello – rua Aarão Reis, 554, Centro // Horário: 21h // Entrada: R$5 // Informações: (31) 3564-3323


Quarta Feira 26/01 THKP + Cães do Cerrado

caes_01caes_02

Show no Klauss Vianna e lançamento de CD n’A Obra

Duas bandas de peso na cena independente de Beagá se apresentam nesta quarta. The Hell’s Kitchen Project sobe ao palco do Teatro Klauss Vianna, no projeto Oi Novo Som. O power trio surgiu em 2006 e produz um som entre o velho rock’n'roll e a eletrônica, sem guitarras, a partir das levadas do contrabaixo de Fernando Craviée, da conduta hostil da bateria de Leo Braca e da versatilidade do vocal de Jon. Com temáticas ligadas ao cotidiano e aos problemas de relacionamento, o grupo apresenta músicas em inglês.

Depois do show do THKP, dá tempo de descer para A Obra e conferir o Cães do Cerrado, que lança seu primeiro álbum, “Sujo.Feio.Barulhento”. O CD apresenta o punk rock nervoso da banda em 12 faixas e pode ser baixado no bandcamp do grupo no quarto link abaixo. O preço sugerido é R$5, mas você pode pagar quanto quiser. Para download gratuito, é só colocar zero no valor. O show encerra as Quartas de Pegada.

The Hell’s Kitchen Project // Oi Futuro // Cães do Cerrado // Bandcamp Cães do Cerrado // Coletivo Pegada // A Obra

THKP – Teatro Klaus Vianna (Oi Futuro) – Av. Afonso Pena, 4.001, Mangabeiras // Horário: 21h // Entrada: R$15 // Informações: (31) 3229-3131

Cães do Cerrado – A Obra – rua Rio Grande do Norte, 1.168, Savassi // Horário: 22h // Entrada: R$10 // Informações: (31) 3215-8077 e 3261-9431


Destaque 26/01 Rufo Herrera + Duelo de MC’s

guerradeestilos_01guerradeestilos_02

Tango e hip hop, da rua para o Palácio das Artes

Assim como o hip hop, o tango portenho começou nas ruas, primeiro como dança e depois tomando várias formas com seus músicos cada vez mais afinados. Nesta semana, as duas culturas se encontram no Palácio das Artes, na programação do Verão Arte Contemporânea. Nesta quarta, o argentino radicado no Brasil Rufo Herrera autor de mais de 200 obras, apresenta o ritmo urbano de seu bandoneón junto ao Quinteto Tempos, com o objetivo de popularizar a música instrumental.

E na quinta-feira, o Duelo de MC’s transportará para o Grande Teatro o clima vivenciado semanalmente debaixo do viaduto Santa Tereza, há três anos já. “Guerra de Estilos – Do Viaduto ao Palácio” terá a diversidade da cultura hip hop, com atrações musicais, dança, skate, intervenções de artistas do graffiti, DJs e músicos convidados. Ironicamente, o espetáculo é pelo direito de o Duelo continuar na rua. Toda a renda da bilheteria será revertida para o pagamento de uma multa que o “Duelo de MCs” recebeu da Secretária Municipal do Meio Ambiente de Belo Horizonte por ultrapassar o volume sonoro permitido pela “Lei do Silêncio” nos eventos culturais em locais abertos após as 22H.

Rufo Herrera e Quinteto Tempos // Duelo de MC’s // Verão Arte Contemporânea // FCS/Palácio das Artes

Rufo Herrera – Horário: qua., 21h // Entrada: R$14 (inteira); R$7 (meia)
Duelo de MC’s – Horário: qui., 19h // Entrada: R$10 (inteira); R$5 (meia)
Local: Palácio das Artes – avenida Afonso Pena, 1.537, Centro // Informações: (31) 3236-7400


Quinta Feira 27/01 Mão na Luva

luva_01luva_02

Montagem paulistana para texto de Vianinha cumpre longa temporada em BH

Em “Mão na Luva”, o dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha, deixou uma outra versão de seu teatro político, adentrando o drama privado de um casal de classe média. Não à toa, o conflito doméstico é desencadeado por questões econômicas e ideológicas exteriores, com peso ético igualado ao da traição amorosa. O texto de 1966, que só veio a público duas décadas depois, é agora montado pela paulistana Teatro Cia, formada por atores do Grupo Tapa. Pode ser vista em Beagá até 27 de fevereiro. Durante a longa temporada, estão sendo oferecidas oficinas gratuitas (mais informações no segundo link abaixo). As apresentações acontecem na sede da Funarte, que recebe também, até sexta, a exposição “Nudez e Imagem”, da artista plástica Cristina Salgado.

Teatro Cia / // Oficinas // Funarte

Local: Funarte – Casa do Conde – rua Januária, 68, Floresta // Horário: até 06/02: qui. a sáb., 20h; dom., 19h; de 12 a 27/02: sáb., 20h; dom., 19h // Entrada: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) // Informações: (31) 3213-3084


Quinta Feira 27/01 IT

it_01it_02

Peça iniciada em pesquisa universitária estreia na Campanha de Popularização

Dentre os bons achados na Campanha de Popularização Teatro & Dança, destaca-se “IT” – palavra pela qual Clarice Lispector se referia ao inatingível instante absoluto. Em cena, duas mulheres falam ao público sobre suas visões de mundo, anseios e experiências, em um texto permeado pelos limites da comunicação, a solidão, a revolta contra a morte, a palavra poética e a tentativa de apreensão do tempo. “IT” teve origem em uma pesquisa desenvolvida há seis anos pelos então alunos de Artes Cênicas na UFMG Og Esteves e Amanda Dias Leite. Retomado por Amanda em 2008, o projeto hoje tem participação de Júnia Pereira, Marina Viana e Geraldo Octaviano. A curta temporada de estreia vai até domingo. Outra peça interessante na Campanha é “Por esta porta estar fechada, as outras tiveram que se abrir”, com direção de Sara Rojo, também só até dia 30.

IT // Teatro Sesi Holcim // Por esta porta estar fechada, as outras tiveram que se abrir // Esquyna // Campanha de Popularização

IT – Local: Centro de Cultura Nansen Araujo – Teatro Sesi Holcim – av. Álvares Maciel, 59, Santa Efigênia // Horário: qui. a sáb., 19h; dom., 18h // Entrada: R$10 // Informações: (31) 3241-7181

Por esta porta… – Local: Esquyna Espaço Coletivo Teatral – r. Célia de Souza, 571, Sagrada Família (esq. c/ r. João Gualberto Filho) // Horário: qui. a sáb., 21h; dom., 20h // Entrada: R$ 10 // Informações: (31) 9755-9901


Sexta Feira 28/01 Garotas Suecas + Dead Lovers

suecas_01suecas_02

Banda paulista lança LP no Studio Bar

De volta aos palcos brasileiros após sua quarta turnê nos Estados Unidos, o sexteto paulista Garotas Suecas vem a Beagá apresentar seu LP de estreia, “Escaldante Banda”, na primeira festa Vinyl Land do ano. Gravado em São Paulo, entre fevereiro e março de 2010, o álbum foi lançado em vinil pelo selo californiano American Dust em setembro, mês em que o grupo realizou uma extensa turnê nos EUA com 28 shows. Abrem a noite os mineiros do The Dead Lover’s Twisted Heart (que já lançaram um EP e um LP em vinil pela mesma Vinyl Land Records). Completam a escalação, os DJs Luiz Valente e Sesa.

Garotas Suecas // Dead Lover’s Twisted Heart // Vinyl Land // Studio Bar

Local: Studio Bar – Rua Guajajaras, 842, Centro // Horário: 22h // Entrada: R$20 // Informações: (31) 3047-1020


Destaque 28/01 – Piolho Nababo

piolho_01piolho_02

No Ystilingue, tem expô sexta e mutirão + palestra sábado

Censurado no Palácio das Artes, Desali, “o mais relevante artista da cidade” (como bem apontou o cineasta, ator e músico Leo Pyrata), segue prolífico em lançar por aí suas doses de subversão em lambes, pinturas, desenhos, quadrinhos, fotografia e cinema. Acumule-se a tudo isso a função de agitador do Ystilingue, com a mostra coletiva em processo Piolho Nababo, que vai pra sua quarta fase nesta sexta. A trabalhos do próprio Desali e da turma dos sites abaixo, juntam-se agora: P.H.Susu, Tatiana Cavinato, Renata Nery, J.G. Morais, Messias Mendes, Sara Alves Braga, Thiago Scap e o coletivo 4:25. Como de costume, o vernissage terá goró barato, belisquetes veganos e som dos DJs Bill e Faça-você-mesm@ – é só levar seus mp3! No sábado, haverá no Ystilingue um mutirão coletivo de limpeza do espaço (14h) e bate-papo sobre o tema “História do anarquismo – Pontapé para uma atitude participativa” (16h), com o pesquisador do Centro de Estudos Sociais da América Latina da UFMG André Rubião, doutor em Ciências Políticas por Paris VIII.

P. H. Susu // Tatiana Cavinato // Renata Nery // Messias Mendes // Sara Alves Braga // Thiago Scap // 4:25 // Froiid // Pricila Rezende // João Martins // Alexandre Rato // Mosh // Iron //  Desali // Xerel // Culundria Armada // Ystilingue

Local: Ystilingue – Edifício Malleta – avenida Augusto de Lima, 233, sobreloja 35, Centro // Horário: sex., 20h // Entrada: gratuita


Sábado 29/01 Gafieira

gafieira_01gafieira_02

Orquestra criada para a festa apresenta-se neste sábado

A combinação de um charmoso salão dançante no centro da cidade e música instrumental ao vivo vem mantendo a Gafieira na programação dos sábados belo-horizontinos desde outubro e ainda inspirou a criação de uma formação especialmente para a festa. A Orquestra Gafieira é formada por Breno Mendonça (sax tenor), Diogo Gonçalves (sax alto), Wagner Souza (trompete), Norton Ferreira (trombone), Mauro Continentino (piano), Reinaldo Oliveira (guitarra), Juliano Nunes (baixo) e Tininho Silva (bateria). O conjunto irá comandar o salão neste sábado com arranjos de bolero, samba, mambo e bossa nova interpretados em linguagem atual. Na primeira quinzena de fevereiro, a orquestra devolve o palco à banda Senta a Pua!, que inaugurou o projeto, e volta a se apresentar nos dias 19 e 26.

Cento e Quatro

Local: Espaço CentoeQuatro – praça Ruy Barbosa, 104, Centro // Horário: sáb., 21h // Entrada: R$ 8 (fem.) e R$ 10 (masc.) // Informações: (31) 3222-6457


Sábado 29/01 @bsurda vol. 10

absurda_01absurda_02

Festa realiza primeira edição do ano

O ano da @bsurda começa neste sábado. A festa chega à décima edição em pleno verão e traz direto do litoral fluminense o DJ Victor Prado. O line-up é completado por Shum, pelo estreante Thiago Richard e pelo debutante Jhoon. Além deles, claro, os responsáveis pela festa, Ed. e Barbara Deister. Dose dupla de vodca até 1h da manhã. Vale lembrar que a @bsurda ficou em segundo lugar na categoria Festa no Prêmio Mixsórdia 2010.

Local: Up e-music – av. Getúlio Vargas, 1.423, Savassi // Horário: 23h // Entrada: R$15


Sábado 29/01 Samba do Caledônia

samba_01samba_02

Roda no bairro Aparecida

O Bar Caledônia, no Aparecida, abre suas portas aos sábados para uma das mais novas rodas de samba em Beagá. Quem puxa o Samba do Caledônia é o Jongo de Compadre, e a cada semana um convidado empunhará o cavaquinho, para não deixar a roda cair na mesmice. Vai se juntar a Felipe Fil (violão e voz), Edimorena (voz), Carlitos Brasil (pandeiro e voz) e Cecé (surdo e percussão), que formam o Jongo – se não sabe o que é, o trio do site Ocê no Samba, 3º colocado na categoria Internética no Prêmio Mixsórdia 2010, explica no link abaixo. Aos turistas urbanos: localizado na região noroeste de BH, o Aparecida é ponto de referência das guardas de congado na capital, com o morador ilustre Maurício Tizumba à frente. No bairro também está a Mercearia do Zé Totó, um dos comércios mais antigos de Belo Horizonte, em funcionamento desde 1943, diariamente (menos na Sexta-feira da Paixão), das 8h às 21h15.  Fica na rua Aporé, a principal da região.

Samba do Caledônia n’Ocê no Samba

Local: Bar Caledônia – rua Pororocas, 107, Aparecida // Horário: sáb., 17h // Ingresso: R$5 // Informações: (31) 8542-8262


Destaque 29/01 Periférico Rock

periferico_01periferico_02

O Melda e Ram são atrações de festival no norte da cidade

Expandindo o mapa musical de BH, o Periférico Rock vai reunir neste sábado cinco atrações musicais no Centro Cultural São Bernardo, na região norte da capital. A Mostra de Clipes de Bandas Independentes abre a programação, seguida de discotecagem de ritmos jamaicanos dos Peanut Vendors – os seletores  do Roodboss Gustássifon e  Zumberto – e de shows com O Melda, Ram, Mantra e Groove da Esquina (confira os sons nos links abaixo). O Periférico é uma iniciativa dos mesmos realizadores da Feira Baderna (2009), no Padre Eustáquio (noroeste), e do Rock no Parque (2010) na Cidade Nova (nordeste). O Centro Cultural São Bernardo, que recebe a nova empreitada, nasceu em 1994, da mobilização dos moradores para transformar um antigo posto de polícia em espaço de convivência e cultura, numa história que se confunde com as lutas pela implementação de uma política descentralizada em BH. Mudou-se para a atual sede em 2004 e, no ano seguinte, passou a fazer parte dos equipamentos da Fundação Municipal de Cultura.

Roodboss Soundsystem // O Melda // Ram // Groove da Esquina // Mantra // Centro Cultural São Bernardo

Local: Centro Cultural São Bernardo – rua Edna Quintel, 320, São Bernardo Guimarães // Acesso: ônibus 2402 ou 750 A (Estação São Gabriel) // Horário: sáb., 14h // Entrada: 1 kg de alimento não perecível, a ser doado, através da Cruz Vermelha, para as vítimas das enchentes no RJ


Domingo 30/01 Prévias Grito Rock BH 2011

grito_01grito_02

Doze bandas disputam vagas para o maior festival integrado da América Latina

Este fim de semana, acontecem as prévias do Festival Grito Rock BH, produzido pelo coletivo Pegada. O festival tem data marcada para o início do Carnaval, em março, e 12 bandas concorrem a quatro vagas durante apresentações em diversas regionais da cidade este final de semana. No domingo, o Espaço Rock Bar, no Barreiro, recebe as bandas pesadas Efecto, de hard rock misturado ao rap, e Festenkois, banda destaque pelo experimentalismo das músicas em inglês e energéticas apresentações, prestes a lançar seu primeiro EP. Sobem ao palco em busca de uma vaga no festival as bandas Arc Over, Ironika e Avoid The Pain. Já do outro lado da cidade, o Centro Cultural Padre Eustáquio convida a Utopia, que também está em processo de produção de seu novo EP, após bem-sucedida série de shows pós-lançamento do primeiro trabalho, “Monólogo”, e as bandas competidoras, Abrantes, All Reverso e A Fase Rosa. As Prévias começam no sábado, no Mercado das Borboletas e no Conservatório Music Bar, com outras tantas apresentações. A programação completa está no link abaixo.

Prévias Grito Rock BH

Espaço Rock Bar – rua Hoffman, 723, Santa Cruz (Barreiro de Cima)
Centro Cultural Padre Eustáquio – rua Jacutinga, 821, Padre Eustáquio
Horário: 16h // Entrada: gratuita


Domingo 30/01 Caramelo Sundae + Safadezas

caramelo_01caramelo_02

Edição de gala e festa de aniverseario no Velvet Club

A Caramelo Sundae deste domingo promove uma edição de gala para comemorar o 1º lugar na categoria Festa no Prêmio Mixsórdia 2010. A partir das 19h os DJs residentes – Bruna Miranda, Cristiano Magalhães, Dudu Pônzio, Igor Vilas Boas e Shiiti – vão agitar a pista de dança com os principais hits pop. A turma ainda recebe os DJs e produtores da festa @bsurda, segunda coocada (veja nota no sábado).

Já na sexta, a Safadezas celebra seis anos, com a presença de Naiara Beleza, que vem apresentando sua poledance em boates de BH. Mais de treze DJs convidados, entre eles Score e Marckfield, apresentarão mini-sets de apenas seis músicas, enquanto Fael e Nest comandam o som com intervenções de Mamá–zza. No som, rola rock, pop, punk, indies, 80’s, 90’s, electro, glam.

Caramelo Sundae // Velvet

Safadezas – Horário: sex., 23h // Entrada não informada

Caramelo Sundae – Horário: dom., 19h // R$25 (masc.) e R$20 (fem.) – enviando nome para contato@velvetclub.com.br até as 17h de domingo, o valor passa a ser de R$25, sendo R$15 de entrada e R$10 em consumo de drinks

Local: Velvet Club – rua Sergipe, 1.493, Savassi // Informações: (31) 3284-0836


Domingo 30/01 – Estômago

estomago_01estomago_02

Temporada itinerante de estreia passa pela Cachoeirinha

Numa fábrica estranha, onde é proibida a entrada de comida e papel higiênico, operários recebem colegas recém-contratados. Durante os treinamentos, escapam alguns absurdos invisíveis aos olhos da alienação gerada pelo trabalho. Enquanto isso, é Carnaval e tudo pode parar a qualquer momento, para dar passagem a algo de novo que está para acontecer. Esse é o enredo de “Estômago”, peça que a Cia Crônica de Teatro estreou este mês, numa temporada itinerante que já passou pelo Barreiro e chega à Cachoeirinha neste final de semana. A criação coletiva incorporou o ambiente de poluição e barulho de máquinas no entorno do local de ensaio do grupo, na periferia industrial de Belo Horizonte.

Cia Crônica de Teatro

Local: Sede Cia Candongas – avenida Cachoeirinha, 2.122, Cachoeirinha // Horário: sáb., 20h; dom., 19h // Entrada: R$ 2 // Informações: (31) 8834-9109


Terça Feira 01/02 Social

social_01social_02

Happy hour pra encerrar janeiro

Que tal se despedir de janeiro e seu clima de férias na adega do Social? Tem chope gelado, verão na cabeça, pouca roupa e músicas escolhidas pelo DJ Rafa Soares, a partir das 20h. No cardápio, o kerococo cheio de gelo pra hidratar corpo e mente é a sugestão da casa, e, na sequência, los amigos Jack, Jonnhy e José. Confira também a novidade pra petiscar, o bolinho Social.

Social

Local: Social – rua Ceará, 1.580, Savassi // Horário: seg. a sex., 11h30 a 01h; sáb., 20h a 01h // Informações: (31) 3227-6844


Mxs Bônus Muza

muza_01muza_02

Site voltado ao público LGBT da capital mineira

O site Muza é um dos mais completos canais de informação para o público LGBT em Belo Horizonte, cobrindo notícias do segmento e trazendo dicas de cultura. On-line há dois anos, recebeu, em 2010, o prêmio “Direitos Humanos e Cidadania LGBT de Belo Horizonte”, promovido pelo Centro de Luta Pela Livre Orientação Sexual (Cellos) e pela coordenação da 13ª Parada do Orgulho LGBT local. Editado pelo jornalista Valmique Guimarães Júnior, o Muza tem entre seus colunistas o também jornalista Gabriel Cadete, do blog Oi Tudo em Cima?; o psicólogo Daniel Arruda, pesquisador do Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT (Nuh/UFMG) e coordenador executivo do Projeto Educação sem Homofobia; o advogado e Dj Jeferson Neto; e o professor e pesquisador de Espanhol e Português Daniel Mazzaro Vilar de Almeida. Assim como o Mixsórdia, o Muza fez uma retrospectiva de 2010, destacando “os 10 momentos + gay e inspiradores de BH em 2010”.

www.muza.com.br